Violência doméstica: Programa Código Sinal Vermelho da deputada Fátima Canuto é aprovado na ALE por unanimidade

Projeto foi aprovado em 2º turno por unanimidade
 Violência doméstica: Programa Código Sinal Vermelho da deputada Fátima Canuto é aprovado na ALE por unanimidade

O projeto de lei nº 436/2020, de autoria da deputada Fátima Canuto, que institui no Estado de Alagoas o Programa de Cooperação e Código Sinal Vermelho, como forma de pedido de socorro e ajuda para as mulheres em situação de violência doméstica ou familiar foi aprovado em 2º turno na sessão desta quinta-feira (18) por unanimidade.

Segundo a deputada Fátima Canuto, o projeto foi inspirado nas ideias inovadoras da campanha ‘Sinal Vermelho’, promovida pela Associação de Magistrados Brasileiros e do CNJ (Conselho Nacional de Justiça).

“É uma resposta do legislativo de Alagoas às mulheres vítimas de violência doméstica que, de maneira discreta, por meio de código falado ou sinal marcado na palma da mão, poderão ter ampliadas as suas possibilidades de pedido de socorro e ajuda, seja nas farmácias ou nas repartições públicas”, explicou a deputada. 

A parlamentar também agradeceu o apoio dos parlamentares que acreditaram no projeto. “Sei que todos nós estamos juntos nesta luta pela vida das mulheres que são vítimas de violência”.

Outdoors e outvans pela cidade

Para o mês de março, a deputada estadual Fátima Canuto reforçou a importância do Sinal Vermelho, espalhando outdoors pela cidade e colocando a campanha também em vans que seguem para o interior.

“Espalhar outdoors e outvans foi a forma que encontrei de chamar atenção para que as mulheres denunciem e percebam que elas nasceram para serem amadas, respeitadas e valorizadas, e não o contrário. É preciso estancar essas agressões”, disse a deputada.

por Assessoria